Últimas 100 Atualizações do Website via Twitter:

Pesquise todo o conteúdo do website Horus Strategy abaixo:
Loading

segunda-feira, agosto 29

Crise afugenta investidores da bolsa e Tesouro Direto ganha novos adeptos em 2011

Crise afugenta investidores da bolsa e Tesouro Direto ganha novos adeptos em 2011

29 de agosto de 2011 • 18h22 Por: Diego Lazzaris Borges

SÃO PAULO – A Bolsa de Valores de São Paulo vem registrando queda no número de investidores ao longo deste ano. O número de investidores na BM&FBovespa passou de 610,91 mil para 598,23 mil entre janeiro e julho de 2011, o que significa uma redução de pouco mais de 2%.

Na direção oposta, o Tesouro Direto (programa de venda de títulos públicos a pessoas físicas por meio da internet) viu o número de investidores cadastrados crescer quase 18%, de 214,67 mil em janeiro para 252,72 mil em julho deste ano.

De acordo com especialistas, a crise internacional e as suas consequências no mercado acionário são os principais motivos para a redução do número de participantes cadastrados na Bolsa de São Paulo. “Se levarmos em conta que, no início do ano, o Ibovespa estava na casa dos 70 mil pontos e o índice chegou a 48 mil pontos no começo deste mês, é natural que os investidores se afastem um pouco deste investimento”, afirma o professor da BBS (Brasilian Business School), Ricardo Torres.

O diretor do Easynvest, Amerson Magalhães, concorda. “Diferente daquilo que aconteceu entre 2005 e 2008, por exemplo, o desempenho da bolsa não está incentivando a entrada de novos investidores”, afirma Magalhães.

Ao mesmo tempo, as altas taxas de juros e a segurança dos títulos do Tesouro Direto atraem cada vez mais as pessoas físicas para este mercado. “A rentabilidade, por si só, já é um grande atrativo. É muito difícil conseguir investimentos que paguem uma taxa de 12,5% ao ano, como nos títulos do Tesouro Direto”, aponta Torres.

Custos e baixo risco
O diretor do Easynvest aponta que os brasileiros ainda estão descobrindo como funciona o investimento nos títulos do Tesouro Direto. “Muitos ainda não investem por falta de conhecimento”, diz. “A partir do momento que o investidor sabe onde está investindo, compara custos, ele vai ficando mais confortável para fazer a migração e incentiva outros investidores a migrarem”, afirma o executivo.

Para ele, uma das principais vantagens de investir por meio do Tesouro Direto está relacionada ao custo das operações. “Quando você aplica por meio de fundos de investimentos, paga uma taxa de administração muito maior do que aquela que é cobrada quando você investe no Tesouro”, diz Magalhães.

O professor da BBS concorda. “O custo normal médio de mercado é 0,4%, muito mais baixo do que a taxa de administração da maioria dos fundos”, afirma Torres. “Sem contar que existem corretoras que isentam os clientes das taxas”, continua.

Já em relação ao CDB (Certificado de Depósito Bancário), a maior vantagem é com relação à rentabilidade. “Com o CDB, você dificilmente consegue uma rentabilidade muito próxima ou superior ao CDI (Certiificado de Depósito Interbancário)”, afirma Magalhães.

Além disso, o diretor enfatiza o baixo risco do investimento em títulos do Tesouro Direto. “Ao comprar estes ativos, o investidor está comprando títulos do Governo, que trazem um risco muito baixo para quem aplica”, diz.

Para o diretor do Easynvest, a única ressalva em relação ao Tesouro é em relação à liquidez, já que a recompra de títulos pelo Governo acontece apenas uma vez por semana. “Você tem de esperar a quarta-feira para pode vender o título, caso precise sair antes do vencimento”, afirma.

E a bolsa, como fica?
Amerson Magalhães afirma que a bolsa de valores deve voltar a ver crescimento do número de investidores de varejo, assim que as incertezas econômicas internacionais se dissiparem um pouco.

“Revertendo o cenário turbulento, os números devem voltar a crescer e devemos voltar a ver aumento de investidores na Bovespa”, acredita.

Para o professor da BBS, a bolsa deve continuar com desempenho ruim este ano. “Acho que a bolsa deve cair ainda mais. A conjunção de eventos indica um período bastante ruim para investimento em bolsa, por isso, acho que cada vez mais pessoas vão procurar o Tesouro Direto”, pontua.

Marcadores:

Bookmark and Share

0 Comments:

Postar um comentário

<< Home

Copyright © 2002 / 2014 HorusStrategy.com.br. Horus Strategy é marca registrada. Todos os direitos reservados.