Últimas 100 Atualizações do Website via Twitter:

Pesquise todo o conteúdo do website Horus Strategy abaixo:
Loading

terça-feira, julho 12

Bolsas dos EUA recuam com Europa e economia norte-americana em foco

Bolsas dos EUA recuam com Europa e economia norte-americana em foco

12 de julho de 2011 • 17h53 Por: Equipe InfoMoney

SÃO PAULO – Os principais índices acionários de Wall Street recuaram nesta terça-feira (12), refletindo a apreensão do mercado em relação à crise fiscal na Zona do Euro, com crise na Itália e rebaixamento do rating da Irlanda em foco. Além disso, o anúncio do Federal Reserve, no fim da tarde, que trouxe incertezas sobre os estímulos extras para a economia norte-americana, colaboraram para o cenário negativo.

Diante disso, o índice Nasdaq Composite, que concentra as ações de tecnologia, fechou em baixa de 0,74% a 2.782 pontos, acumulando no ano forte alta de 4,86%. O Dow Jones, que mede o desempenho das 30 principais blue chips norte-americanas, encerrou o pregão em leve desvalorização de 0,47% atingindo 12.447 pontos e subindo 7,51% no ano, enquanto o S&P 500, que engloba as 500 principais empresas dos EUA, apresentou queda de 0,44% chegando a 1.314 pontos e acumulando no ano forte alta de 4,45%.

Reunião do FED e Europa em foco
A ata da última reunião do Fomc (Federal Open Market Committee), divulgada nesta terça, mostrou que ainda há discordâncias sobre a adoção de estratégias para a recuperação da economia norte americana.

Enquanto isso, na Europa, o tesouro italiano emitiu o equivalente a € 6,75 bilhões em títulos da dívida com vencimento de 12 meses No entanto, a operação resultou em um custo maior que o obtido pelo país na última captação, o que mantém o mercado apreensivo sobre a situação fiscal no país. Em complemento, a agência de classificação de risco Moody's rebaixou o rating da dívida soberana da Irlanda de Baa3 para Ba1, colocando o país no território dos investimentos especulativos.

Destaques corporativos
A Boeing (-1,9%) e a Intel (-1,6%) ficaram entre as maiores quedas pelo Dow Jones, acompanhadas das ações da Alcoa, que recuaram 1,2%. Na véspera, a companhia divulgou os resultados referentes ao trimestre anterior, que com US$ 0,32 de lucro por ação vieram praticamente em linha com o esperado pelos analistas. Enquanto isso, o UBS cortou o preço-alvo da empresa de US$ 16,75 para US$ 16,25.

Dando continuidade à temporada de balanços, o JP Morgan (-1,10%), Google (+1,28%) e Citigroup (-1,81%) estão entre as principais empresas para divulgar os resultados esta semana.

Outros destaques corporativos
As ações da Cisco (+1,10%) lideraram os ganhos pelo índice Dow Jones. A companhia anunciou nesta sessão que poderia eliminar até 10 mil empregos, ou cerca de 14% de sua força de trabalho, para colabolar para o crescimento do lucro da companhia.

Por outro lado, os ativos da Dell (-1,60%) e Hewlett-Packard (-0,06%) recuaram depois que a Jefferies iniciou a cobertura de ambas as companhias com recomendações de manutenção e com preços-alvo de US$ 17 e US$ 40, respectivamente.

No mesmo sentido, as ações da Microchip Tech (-12,14%) lideram as quedas pelo índice S&P 500, após a empresa reduzir sua projeção de ganhos, citando desafios uma vez que o segmento automotivo foi prejudicado pelos efeitos do terremoto no Japão.

Outros fabricantes de chips também foram sob pressão, incluindo a Analog Devices (-5,14%) e Texas Instruments (-3,67%).

Dados econômicos
Entre os indicadores relevantes para o mercado divulgados na sessão nos Estados Unidos, os dados da balança comercial norte-americana apontou que o déficit saltou de US$ 43,6 bilhões em abril para US$ 50,2 bilhões em maio, pior do que os US$ 44 bilhões esperados.

Acompanhe o desempenho dos principais índices norte-americanos nesta terça-feira:

% Var DiaPontos%Var 30D%Var Ano
S&P 500-0,441.314+3,36+4,45
Dow Jones-0,4712.447+4,14+7,51
Nasdaq-0,742.782+5,23+4,86

Marcadores:

Bookmark and Share

0 Comments:

Postar um comentário

<< Home

Copyright © 2002 / 2014 HorusStrategy.com.br. Horus Strategy é marca registrada. Todos os direitos reservados.