Últimas 100 Atualizações do Website via Twitter:

Pesquise todo o conteúdo do website Horus Strategy abaixo:
Loading

terça-feira, março 31

PETR4 fecha a 28,55 com queda de 0,8%: PETRD28 volta a ser a opção de maior valor extrínsico

PETR4 fecha a 28,55 com queda de 0,8%.
PETRD28 volta a ser a opção de maior valor extrínsico. Mas PETRD30 detem o maior gama.


Marcadores: , , , , , , , , , , , , , ,

Bookmark and Share

Teste de suporte do canal de alta sugere ponto de compra para ações da Vale

Teste de suporte do canal de alta sugere ponto de compra para ações da Vale

Por: Equipe InfoMoney
31/03/09 - 11h11
InfoMoney


SÃO PAULO - Baseando-se no gráfico das ações da Vale (VALE5), o analista
técnico Marlo Ignatowski Barcelos, da Investor, identificou um tendência de
alta de curto/médio prazo e sugeriu operar dentro desse canal.

Segundo ele, os ativos da mineradora estão sendo negociados em um canal
ascendente, o que sugere operações entre os topos e fundos deste, que, de
acordo com Barcelos, foi atingido no último pregão.

Para o analista técnico, a principal resistência, e ponto de venda desses
ativos, está situada na casa dos R$ 32,50 ou no topo do canal; "o que
ocorrer primeiro", afirma ele.

Stop loss sugerido
Nesse sentido, afirma Barcelos, o stop loss (ponto de venda) deverá se
situar na perda, em definitivo, da base do canal, que, caso se concretize,
poderá sugerir maiores quedas para os papéis da companhia.

Marcadores:

Bookmark and Share

Análise técnica: sem força, Ibovespa volta a esbarrar na região dos 42 mil pontos

Análise técnica: sem força, Ibovespa volta a esbarrar na região dos 42 mil
pontos

Por: Rafael de Souza Ribeiro
31/03/09 - 12h15
InfoMoney


SÃO PAULO - Mais uma vez o Ibovespa encontrou a resistência na casa dos
42.700 pontos, que já se transformou em um topo triplo. Além de não
conseguir ultrapassar o patamar, o índice, segundo Eduardo Collor, analista
técnico da Ativa Corretora, perdeu seu canal de alta de curto prazo após a
queda de 2,99% na última sessão.

Do mesmo modo que não consegue transpor a barreira dos 42.700 pontos, o
principal índice da bolsa paulista ainda não juntou forças, dado o baixo
volume dos últimos pregões e o desempenho do OBV (On Balance Volume), para
romper a resistência do IFR (Índice de Força Relativa) diário, próxima dos
64 pontos.

Suportes
No pregão de segunda-feira (30), o Ibovespa perdeu o importante suporte de
41.270 pontos, uma vez que este perímetro, segundo a equipe da Focques
Analistas Técnicos, era o que segurava a leitura de alta de curto prazo.

Deste modo, os principais suportes do índice, segundo as retrações de
Fibonacci vindas do último fundo formado em 35.700 pontos, estão
localizados em 40.000 pontos, 39.200 pontos e 38.400 pontos.

Para trades de curtíssimo prazo, os analistas da Focques traçam como
suportes os 39.935 pontos, 39.753 pontos e 39.697 pontos, onde se
encontram, respectivamente, as médias móveis de 10 e 5 semanas e de 40
dias.

Resistências
Agora como resistência imediata, o patamar dos 41.270 pontos é a
resistência de curtíssimo prazo do índice, que tem como principal a casa
dos 42.700 pontos, como lembra o analista da Ativa Corretora.

Acima deste ponto, o mercado brasileiro enfrenta imediatamente a máxima
apurada neste ano, localizada nos 43.400 pontos, outra resistência forte a
ser ultrapassada. Caso confirme o rompimento desta região, o Ibovespa tem
caminho livre para alcançar os 46.200 pontos.

Gráfico mensal
Além da análise de curto prazo, vale a pena dar uma olhada no gráfico
mensal do Ibovespa, já que este pregão firma o final do mês de março.

Em um canal de alta, o índice encontra, assim como no gráfico diário, forte
resistência no oscilador IFR. No caso do gráfico mensal, a barreira
localiza-se no limite de 50 pontos.

Vale lembrar também que, na periodicidade mensal, o mercado brasileiro
ainda opera abaixo de suas principais médias móveis de 10, 50 e 21 meses.

Dow Jones
No caso do Dow Jones, índice que mede o desempenho das 30 principais blue
chips dos EUA, o principal suporte de curto prazo localiza-se nos 7.500
pontos, respeitado na última sessão.

A partir deste ponto, Collor antevê suportes em 7.400 pontos, 7.000 pontos
e 6.870 pontos, enquanto as principais resistências do índice estão em
7.620 pontos, 7.750 pontos e 7.940 pontos.

Marcadores:

Bookmark and Share

segunda-feira, março 30

PETR4 série D: alta das razões T/L e manutenção dos volumes totais

as opções de PETR4 série D tiveram uma alta das razões T/L e manutenção dos volumes totais na posição de fechamento do dia 27/03.

Nas posições travadas a PETRD26 superou a PETRD28 e para hoje parece que prevalece a realização de lucro conforme post anterior: http://www.horusstrategy.com.br/relatorioseanalises/2009/03/analise-tecnica-petr4-270309-realizacao.html

Marcadores: , , , , , , , ,

Bookmark and Share

Análise Técnica: PETR4 27.03.09 realização a vista

Depois do otimismo observado na semana passada parece que a PETR4 está querendo realizar, este movimento já era esperado resta saber com que intensidade ele irá se concretizar.

Não acredito que se mantenha acima da média móvel dos 200 dias, mas também acredito que a realização seja passageira até retomar a última tendência de alta observada.

Na visualização semanal se verifica que houve um excesso na alta de PETR4, acredito que o cenário mais provável seja uma retomada da alta a partir de uma realização até R$ 28,00.

Gráfico diário e semanal de PETR4 (clique para ampliar):



Marcadores:

Bookmark and Share

sexta-feira, março 27

Posição de PETR4 série D: PETRD30 dominando e ligeiras alterações

Marcadores: , , , , , , , ,

Bookmark and Share

PETR4 fecha em queda hoje dia 27/03/09 a 29,60

Hoje tivemos uma queda de 2,5% em PETR4 contra uma queda de 1,6% no Ibovespa.
A opção PETR30 se mantém como a opção de maior valor extrínsico, gama e vega já o theta ficou maior com a opção PETRD28.
A volatilidade da precificação das opções se manteve dentro da média dos últimos trades e apresenteu uma curva em smile.


Marcadores: , , , , , , , , , , , , , ,

Bookmark and Share

quinta-feira, março 26

Posição das opções de VALE5 série D: VALED28 continua dominando de longe os demais strikes, salvo na posição descoberta onde VALED30 tomou a liderança

VALED28 continua dominando de longe os demais strikes, salvo na posição descoberta onde VALED30 tomou a liderança.

Observa-se uma ligeira alta nas razões T/L em todos os strikes.

Marcadores: , , , , , , , ,

Bookmark and Share

Posição das opções de PETR4 série D: Poucas movimentações, PETRD30 continua dominando, ligeira alta na razão T/L principalmente no strike PETRD32

Poucas movimentações, PETRD30 continua dominando, ligeira alta na razão T/L principalmente no strike PETRD32.

Marcadores: , , , , , , , ,

Bookmark and Share

quarta-feira, março 25

PETR4 25.03.09: Ligeira alta de 0,26% e fechamento em 30,43


Marcadores: , , , , , , , , , , , , , ,

Bookmark and Share

Posição das opções de PETR4 série D: Aumento da relação T / L

Apesar da queda de ontem tivemos poucas variações nas posições das opções de PETR4 série D.
O ponto que merece destaque é o aumento da relação T / L para os strikes 32 e 34.

Marcadores: , , , , , , , ,

Bookmark and Share

Posição das opções de VALE5 série D: poucas movimentações, forte posição travada em VALED28 e VALED30 dominando as posições descobertas

Posição das opções de VALE5 série D

Poucas movimentações, forte posição travada em VALED28 e VALED30 dominando as posições descobertas.

Relação T/L estável.

Marcadores: , , , , , , , ,

Bookmark and Share
Copyright © 2002 / 2014 HorusStrategy.com.br. Horus Strategy é marca registrada. Todos os direitos reservados.