Últimas 100 Atualizações do Website via Twitter:

Pesquise todo o conteúdo do website Horus Strategy abaixo:
Loading

domingo, fevereiro 10

Análise técnica: o que esperar para os papéis de Bradesco, Itaú e Unibanco?

Por: Rafael de Souza Ribeiro
08/02/08 - 20h15
InfoMoney

SÃO PAULO - Uma característica para definir as ações do setor financeiro: longo prazo. Assim avalia Leandro Ruschel, da Leandro.Stormer. Segundo Ruschel, uma das principais características dos papéis do setor é a tendência de alta de longo prazo.

Porém, o ano não começou bem para o mercado de capitais, em especial para o setor dos bancos. Para Ruschel, os ativos estão passando por uma correção mais forte, por volta de 30%, após encontrarem seus patamares históricos no final do ano passado. Percepção esta corroborada por Gustavo Lobo, que afirma: "ainda não é o momento para entrar no setor".

Ainda sobre o ajuste das ações do setor financeiro, Ruschel antevê, baseado no histórico dos papéis, que os ativos não corrigem mais de 30% a 50% frente aos topos formados antes de retomar o movimento altista, e ressalta: "para o investidor de longo prazo, os preços já começaram a ficar interessantes".

Oportunidades abertas
Para as ações preferenciais do Itaú (ITAU4), Ruschel, assim como Lobo, traçam suporte por volta dos R$ 35,00, patamar este considerado "bom" na visão de Gustavo Lobo. Leandro Ruschel ainda ressalta que o papel está sobre-comprado no curtíssimo prazo, podendo ainda apresentar algum repique.

Ainda em relação às ações do Itaú, o especialista da Leandro.Stormer traça resistência nos R$ 38,50, em vista do gap aberto após o Carnaval. Lobo destaca resistência imediata nos R$ 37,00 e uma mais adiante nos R$ 38,00.

Já para as ações preferenciais do Bradesco (BBDC4), Ruschel lembra que os papéis estão testando mais uma vez suporte importante na zona de R$ 43,50 e R$ 45,00, e uma possível recuperação levaria os ativos a testarem a resistência dos R$ 50,00.

Para Gustavo Lobo, o suporte de curto prazo das ações do Bradesco se encontra nos R$ 43,40 e, se perdido, deverá tornar-se uma resistência, dando lugar a um novo suporte, próximo dos R$ 41,60.

Em relação às units do Unibanco (UBBR11), Lobo e Ruschel traçam suporte próximo dos R$ 20,00, patamar "interessante" na opinião de Lobo, que ressalta que os ativos se encontram bem abaixo de suas médias. Como resistência, Lobo traça os R$ 21,50 e logo em seguida os R$ 23,00.

Atenção!
Leandro Ruschel atenta aos traders de curtíssimo prazo para os testes dos suportes acima descritos, para uma eventual operação curta de compra no caso de sinal de reversão, e enfatiza: "a perda dos suportes mencionados seria um sinal negativo e abortaria as operações". Portanto, fique atento ao movimento do mercado e prepare seus stops.

Marcadores: , ,

Bookmark and Share
Copyright © 2002 / 2014 HorusStrategy.com.br. Horus Strategy é marca registrada. Todos os direitos reservados.