Últimas 100 Atualizações do Website via Twitter:

Pesquise todo o conteúdo do website Horus Strategy abaixo:
Loading

quinta-feira, dezembro 8

Como ganhar dinheiro com a análise gráfica

Mara Luquet, Valor Online

Um retângulo, você sabe, é uma figura geométrica, um quadrilátero cujos ângulos são retos. Mas quando o analista técnico olha um retângulo, pode enxergar uma estrela cadente, um homem enforcado, um mulher grávida, um martelo e muito mais. Para o analista, a metáfora pode render muito na Bolsa de Valores. Num gráfico com histórico do preço de ações, uma seqüência de retas com um retângulo ao final (forma que os analistas chamam de estrela cadente) sinaliza tendência de alta.

Um homem enforcado (uma reta com um retângulo na ponta) mostra que o mercado abriu e negocia próximo da cotação máxima. Já a mulher grávida (uma seqüência de retas, um retângulo na vertical seguido de outro na horizontal) mostra que há equilíbrio entre compradores e vendedores e que a tendência predominante perdeu força. Cuidado com o martelo (uma reta com um retângulo na horizontal na ponta): mercado tendendo a baixa.

Há outras formas. Elas estão bem explicadas, com figuras e textos leves para um autor cuja formação é computação no Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA), no livro recém-lançado pela editora Saraiva "Comprar ou Vender? Como Investir na Bolsa Utilizando a Análise Gráfica".

Eduardo Matsura, o autor, além da formação pelo ITA, possui MBA em finanças pelo Ibmec São Paulo, é analista credenciado pela Comissão de Valores Mobiliários e dirige a CMA Educacional, unidade de negócios do grupo CMA que presta serviços de treinamento para investidores e "traders". Matsura conseguiu escrever um livro que está ao alcance de qualquer investidor que se interessa pelo mercado de ações. Sua tradução do mundo da análise gráfica para o público em geral é extremamente bem-sucedida e vem preencher um vácuo.

A análise gráfica é um dos caminhos que os investidores trilham atrás das boas oportunidades de negócios com ações. O outro é a análise fundamentalista. A diferença é que os primeiros vasculham o histórico de preços das ações, enquanto os fundamentalistas se preocupam em conhecer a empresa em profundidade.

Por trás de cada ordem de compra e venda de ações há uma pessoa com motivações e expectativas que influenciam sua decisão. Os analistas fundamentalistas enxergam a empresa, seus diretores, sua receita, lucro, dividendos e projeção de crescimento. Já os analistas técnicos não querem saber nem mesmo o nome da empresa; eles só enxergam o gráfico.

Matsura conta que, no início do século passado, Charles Dow estudou o histórico de índices, que refletiam o comportamento médio diário das Bolsas. "Ele observou que o mercado não é aleatório, que há uma lógica nos seus movimentos; e constatou que se move segundo tendências." Essas tendências podem ser identificadas por meio de gráficos que contêm toda a informação relevante. "Para se dar bem no mercado, o investidor os utiliza para identificar uma tendência e investir a seu favor", diz.

 


Bookmark and Share

0 Comments:

Postar um comentário

<< Home

Copyright © 2002 / 2014 HorusStrategy.com.br. Horus Strategy é marca registrada. Todos os direitos reservados.